loader

Nº de pacientes com Covid-19 que precisam de hemodiálise dobra na Santa Casa de São Carlos

  • Home    /
  •    Notícias    /
  • Nº de pacientes com Covid-19 que precisam de hemodiálise dobra na Santa Casa de São Carlos
Nº de pacientes com Covid-19 que precisam de hemodiálise dobra na Santa Casa de São Carlos

Metade dos pacientes diagnosticados com a doença e internados na UTI Covid desenvolve lesão renal aguda.

Em função desse aumento, as sessões estão sendo feitas de madrugada.

Paciente da UTI Geral em hemodiálise pelo Serviço de Nefrologia da Santa Casa Santa Casa de São Carlos/Divulgação Onze pacientes com lesão renal aguda decorrente da Covid-19 estão recebendo tratamento pelo Serviço de Nefrologia da Santa Casa de São Carlos (SP).

É mais do que o dobro se comparado ao mês de dezembro, quando quatro pacientes precisaram de hemodiálise.

“Além de o número de pacientes ter aumentado significativamente de janeiro para cá, o quadro de saúde dos que chegam até nós é muito mais grave”, explicou o enfermeiro responsável técnico do Serviço de Nefrologia, Elio Vieira da Silva Júnior.

Com esse aumento, o número de sessões de hemodiálise em pacientes acamados também disparou.

Em média, antes do início da pandemia, o Serviço de Nefrologia realizava 51 sessões por dia na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) geral, já que não havia UTI Covid até então.

Em janeiro, foram feitas 100 sessões por dia na UTI Geral e na UTI Covid.

Sessões na madrugada Aparelho de Osmose Portátil usado nos leitos de UTI Covid e UTI Geral Santa Casa de São Carlos/Divulgação Para não deixar os pacientes desassistidos, as sessões de hemodiálise nas duas UTIs estão sendo feitas de madrugada.

“Nossa preocupação é que o número de casos não para de subir.

Os nossos profissionais de saúde, assim como todos os outros ao redor do mundo, estão esgotados.

Se a demanda continuar aumentando nesse ritmo, não teremos nem estrutura nem equipe médica e de enfermagem suficientes e poderemos entrar em colapso no mês que vem”, ressaltou o enfermeiro responsável técnico do Serviço de Nefrologia, Elio Vieira da Silva Júnior.

Além do crescimento em função da Covid, o Serviço de Nefrologia registrou também aumento do número de pacientes renais crônicos.

Em maio de 2019, quando a Santa Casa assumiu o serviço que antes era terceirizado, 199 pacientes faziam hemodiálise e 2 pacientes, a diálise peritoneal (o hospital fornece o equipamento e treinamento para que o paciente possa fazer o tratamento em casa).

Neste momento, esse número subiu para 216 pacientes na hemodiálise e 5 na diálise peritoneal.

Por conta desse aumento na demanda, o Serviço de Nefrologia precisaria de mais 8 máquinas de hemodiálise, 4 aparelhos para osmose portátil (responsável por filtrar a água para tratamento dos pacientes internados nas UTIs), além de mais 4 técnicos de enfermagem (hoje, o Serviço conta com 30 técnicos de enfermagem, 6 enfermeiros e 6 médicos).

Reveja as reportagens do Bom Dia Cidade desta segunda-feira: Veja mais notícias da região no G1 São Carlos e Araraquara.


Publicada por: RBSYS

DEIXE UM COMENTÁRIO

BAIXE NOSSO APP

Utilize nosso aplicativo para escutar Radio Amiga direto de seu dispositivo movel.

img

Copyright © 2020 Radio Amiga. Todos os direitos Reservados.

Adonis Music R&B